Arquivo | julho, 2011

Quando não souber o que fazer

19 jul

Oi queridos!

Hoje queria compartilhar com vocês sobre uma passagem linda que o Senhor saltou aos meus olhos esta manhã. Se eu colocasse só os versículos, já seria suficiente, porque a palavra de Deus é tão poderosa e não há ninguém melhor do que o Espírito Santo para te explicar como ela se aplica à sua vida. Mas mesmo assim, colocarei minhas impressões. Não colocarei as referencias dos versículos para que o texto fique mais livre. Todas as citações são encontradas em 2Crônicas 20. Tudo o que estiver em itálico é da Bíblia, ok? 😉

E é claro que você pode pegar sua bíblia e fazer as anotações que se aplicarem à sua vida. Fique à vontade e aberto ao que Deus quer falar!

—–

A história que vamos falar hoje fala de um homem de Deus chamado Josafá. Em certo tempo de sua vida, dois povos vieram entrar em guerra contra Josafá e seu povo.

Então informaram a Josafá: “Um exército enorme vem contra ti de Edom, do outro lado do mar Morto. Já está em Hazazom-Tamar, isto é, En-Gedi”. No seu caso ou no meu, pode não ser um exército, mas como um: uma má notícia, uma decisão que pode mudar tudo, um progresso que não está sendo satisfatório, uma situação difícil aos olhos humanos. Um exército vem vindo contra você?

Consulte a Deus e jejue. Alarmado, Josafá decidiu consultar o Senhor e proclamou um jejum em todo o reino de Judá. Reuniu-se, pois, o povo, vindo de todas as cidades de Judá para buscar a ajuda do Senhor.  Assim que o problema se apresentar, não aja precipitadamente, procure orientação de Deus. E o jejum, que pouco é falado ultimamente, é importantíssimo em horas de decisão. Jejuar nos lembra constantemente que estamos em um propósito com Deus porque tiramos algo prazeroso para nossa carne.

Nos versículos adiante, Josafá ora ao Senhor com toda a sinceridade de seu coração, falando de um Deus que já derrotou muitos inimigos mas também é sincero quanto ao seu desespero. Admite que não tem forças para lutar contra esse grande exército e teme a angústia que passarão caso eles o vençam. Mesmo assim Josafá diz que na sua angústia, Deus o salvará. Entretanto, a frase mais linda da oração de Josafá perante seu povo é “Não sabemos o que fazer, mas os nossos olhos se voltam para Ti.”

Quantas vezes não sabemos o que fazer? E quantas dessas vezes nossos olhos se voltam para o Senhor? É muito mais cômodo murmurar, não crer e desistir. Mesmo que você não saiba o que fazer, mantenha seus olhos no único que pode fazer algo: Senhor Jesus! 

Então o Espírito de Deus veio sobre um profeta e este trouxe uma mensagem de Deus: “Escutem, todos os que vivem em Judá e em Jerusalém e o rei Josafá! Assim lhes diz o Senhor: ‘Não tenham medo nem fiquem desanimados por causa desse exército enorme. Pois a batalha não é de vocês, mas de Deus.” 

Não tenha medo, nem fique desanimado. A batalha não é de vocês! Por que se preocupar, sofrer e acreditar que tudo acabou? A batalha é de Deus e você ouviu falar de alguma de suas derrotas? Vocês não precisarão lutar nessa batalha. Tomem suas posições; permaneçam firmes e vejam o livramento que o Senhor lhes dará, ó Judá, ó Jerusalém. Não tenham medo nem se desanimem. Mesmo que não precisemos lutar, precisamos tomar posição e permanecermos firmes.

Não é agora que você sabe que a batalha não é sua que você vai pensar “Ah, Deus é por mim…. dá até pra relaxar, vou apenas me deitar por dez minutos”. Não, hora de decisão é tempo de tomar sua posição (que veremos abaixo) e permanecer firme (não ceder às tentações do inimigo e nem às inclinações da sua carne).

Tomando posição; Josafá prostrou-se, rosto em terra, e todo o povo de Judá e de Jerusalém prostrou-se em adoração perante o Senhor. A melhor posição que podemos tomar diante de Deus é de nos humilharmos diante Dele. Adoração significa dar o controle a Deus. Pare de controlar a situação e dê o volante ao Senhor.

Ter fé em Deus e nos profetas; “Escutem-me, Judá e povo de Jerusalém! Tenham fé no Senhor, o seu Deus, e vocês serão sustentados; tenham fé nos profetas dele e vocês terão a vitória”. Fé é uma das palavras que constantemente lemos na Bíblia, porque afinal, sem fé é impossível agradar a Deus. Ter fé não é algo simples. É lutar contra seus impulsos negativistas. Fé é a certeza das coisas que não se veem! É coisa de doido! E também ter fé nos profetas… É válido lembrar que no Antigo Testamento, Deus falava com o povo só através de seus profetas e hoje, além dos profetas abençoados que Deus coloca no nosso caminho, temos o Espírito Santo para nos direcionar. Se Deus te prometeu, creia em sua promessa, Ele vai cumprir!

Josafá nomeou alguns homens para cantarem ao Senhor e o louvarem pelo esplendor de sua santidade, indo à frente do exército, cantando: “Dêem graças ao Senhor, pois o seu amor dura para sempre”. Quando começaram a cantar e a entoar louvores, o Senhor preparou emboscadas contra os homens de Amom, de Moabe e dos montes de Seir que estavam invadindo Judá, e eles foram derrotados. Quando os homens de Judá foram para o lugar de onde se avista o deserto e olharam para o imenso exército, viram somente cadáveres no chão; ninguém havia escapado. Quando começaram a cantar e entoar louvores, Deus agiu por eles! Deus mesmo preparou as emboscadas para o inimigo. Está passando por guerra? Louve! Prostre-se! Cante ao Senhor pela vitória que Ele já te deu pelos olhos da fé!

Quando não souber o que fazer….

Consulte a Deus e jejue. Mantenha seus olhos no único que pode fazer algo. Não tenha medo, nem fique desanimado. A batalha não é sua. Tome sua posição de adorador. Tenha fé em Deus e nas suas promessas. Cante ao Senhor pela vitória que Ele já te deu pelos olhos da fé! 

E então… todos os homens de Judá e de Jerusalém voltaram alegres para Jerusalém, pois o Senhor lhes enchera de alegria, dando-lhes vitória sobre os seus inimigos. Entraram em Jerusalém e foram ao templo do Senhor, ao som de liras, harpas e cornetas. O temor de Deus veio sobre todas as nações, quando souberam como o Senhor havia lutado contra os inimigos de Israel. 

Depois da guerra, sua história gera o temor de Deus sobre seu próximo, seu bairro, sua cidade! Tudo isso para a glória de Deus. Que Ele tenha abençoado você com essa mensagem e que te ajude a passar pelo momento de decisão.

Dani Cappelli 

Sua busca esfriou?

5 jul

O quanto você tem se entregado a Deus?

Certa noite, estava lendo minha bíblia e falando com Deus. Meu devocional costuma ser à noite, antes de dormir. Estava tão satisfeita com minha vida devocional que estagnei. Como assim? Ler a bíblia todos os dias e orar já estava bom pra mim. Sinceramente, eu mesma não percebi o quanto isso estava me fazendo mal. Quando você passa tempo com Deus e depois desse tempo você tem aquele alívio pensando “Já tive minha porção por hoje”… Isso é muito perigoso. Quando fazemos nosso relacionamento com Deus uma rotina quer dizer que o desejo que temos por Ele está se apagando aos poucos.

Eu sei que essa palavra é dura, mas é necessária.

Onde estão aqueles dias onde você chorava aos pés de Deus e não queria sair da sua presença? Onde estão aqueles joelhos que tocavam o chão, os gritos que saíam da sua boca, a dança que só saía dentro do seu quarto? Onde está aquela oração onde você oferecia todos os seus planos? Onde estão aqueles 3 acordes no violão que duravam a tarde inteira? Onde está aquela oração fervorosa por missões? Onde está aquele louvor que nunca ninguém ouvirá, que você fazia só pra alegrar o coração de Deus? Onde está a chama do teu coração?

Deus começou a me despertar, me fazendo todas essas perguntas. Sei que se você abriu esse blog, Ele também está fazendo a você.

Aí está: Onde caí? Onde caí, Senhor, que nem percebi? Estava tudo tão bem! Estava batendo meu ponto, lendo minha bíblia, pedindo perdão dos meus pecados. Ah…. Deus deseja muito mais que isso! Ele deseja sua presença mais do que você possa imaginar! Há sempre mais! DEUS TEM MUITO MAIS DO QUE ISSO! DESPERTE!

Busque a chama que vem de Deus. Tire mais tempo para orar e buscar o Espírito Santo. Não esteja satisfeito com sua porçãozinha do dia, daquele versículo da caixinha de promessas. QUEIRA MAIS! DEUS TEM MAIS! MESMO QUE NÃO SINTA, BUSQUE. BUSQUE E ACHARÁ. BUSQUE!

Pois todo o que pede, recebe; o que busca, encontra; e àquele que bate, a porta será aberta. Mateus 7:8

O Senhor é bom para com aqueles cuja esperança está nele, para com aqueles que o buscam; Lamentações 3:25

O Senhor olha dos céus para os filhos dos homens, para ver se há alguém que tenha entendimento, alguém que busque a Deus. Salmos 14:2

No entanto, está chegando a hora, e de fato já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade. São estes os adoradores que o Pai procura. João 4:23

Busque ter um coração ardente que não consiga ficar sem a presença do Pai. Ele sente tanto sua falta…

Tanto…

Se puder, comece agora. Tire um tempo para orar. Só por alguns minutos. Deus quer ouvir sua voz.

Já passava das oito

4 jul

Se você foi chamado para pastorear, cuidar e caminhar junto, esse post é pra você.

(Os nomes não foram citados por privacidade)

Já passava das oito da noite e finalmente chegamos a parte da estrada que tinha asfalto. Após uma viagem de 40 minutos em meio a escuridão completa, vimos uma lâmpada, outra e outra e chegamos à cidade. Continuamos o caminho até uma rua tão íngreme que tivemos que parar o carro para subirmos a pé.

Chegando lá e pensando como ela subia aquela rua todos os dias (e com um bebê de um ano!) nos intrigou tanto que só discutíamos sobre isso enquanto aguardávamos à sua porta.

Quando a porta se abriu, ela sorriu tanto que lágrimas brotaram de seus olhos. “Não acredito que vocês chegaram!”

Então nos pediu para entrar, sentar e se desculpou pois não tinha dinheiro pra comprar a lâmpada da sala que havia queimado na semana anterior. “Tudo bem, não tem problema”, todos nós pensamos. Em poucos segundos, todos nós viramos ouvidos ambulantes, pois tudo o que ela precisava era falar. Falar, falar e falar durante mais de uma hora.

Naquele mesmo mês havia recebido ameaças de morte por ser cristã, não recebia apoio da família na criação dos filhos e seu marido a traía constantemente em suas saídas com os amigos. Ela contou até mesmo das amantes que ligavam pra sua casa afirmando que estavam se divertindo com seu cônjuge enquanto trabalhava.

Mas o que feriu nosso coração naquele dia, além dessas coisas, foi seu descontentamento sobre o seu pastor. Ela frequenta uma igreja há mais de 3 anos e o pastor a conhecia muito bem. Como passou por uma gravidez de risco (e agora está grávida novamente) não pode sair de casa para ir à igreja. Garanto que nunca conheci uma rua tão íngreme como aquela, por isso acreditei sem sombra de dúvida que sair dali seria prejudicial à sua gravidez e à sua saúde.

Seu pastor, um homem conhecido naquela cidade tão pequena e simples, não visitara aquela mulher por mais de um ano. Ela pediu à uma amiga próxima que conversasse com o pastor para que este fosse à sua casa para uma simples visita. E esse pedido foi repetido algumas vezes ano passado. Tudo que ela precisava era de uma palavra, de um culto em casa, de um ouvido para ouví-la.

O pastor enviava resposta dizendo que estava muito ocupado com seu ministério e sua igreja. Aquela mulher estava abandonada ali naquela rua, com o filho pequeno, grávida e com tantos problemas. Ninguém para ouvi-la. O que nos encorajou foi que em várias partes do seu discurso ela dizia que sua força vinha do Senhor e que “Deus sofreu por mim e se eu tiver de sofrer por ele, tudo bem”. Rapidamente abraçou meu pai e disse “Tive que esperar meu pastor do Rio de Janeiro vir me visitar e eu sabia que o senhor viria. Obrigada, pastor”.

Ela havia sido tão bem plantada no Evangelho que os ventos e a tempestade não conseguiam virar seu barco.

E quanto a atitude do pastor?

Acho prudente pegarmos exemplos como esse para refletirmos sobre a responsabilidade de cuidar de vidas.

“Ai dos pastores que só cuidam de si mesmos! Acaso não deveriam cuidar do rebanho? Vocês não fortaleceram a fraca, nem curaram a doente, nem enfaixaram a ferida. Vocês não trouxeram de volta as desviadas nem procuraram as perdidas. Estou contra esses pastores. Tirarei deles a função de apascentar o rebanho. Procurarei as perdidas, enfaixarei a ferida e fortalecerei a fraca, mas a rebelde e forte, destruirei.”
Ez 34

Se der, volte e leia de novo essa passagem bíblica. Essas acusações são muito sérias. Como saber se você se encaixa na palavra PASTOR? Pastor é aquele que cuida de vidas, que é chamado pra fortalecer a fraca, curar a doente, enfaixar a ferida. Pastor não é somente aquele cara que prega na sua igreja. Pastor é um dos 5 ministérios descritos em Efésios 4. Pastor é aquele cara que tem paciência pra ouvir e ouvir. Persistência com aqueles que não possuem tanta força pra caminhar. Pastorear é discipular.

Agora, não estou aqui pra julgar aquele pastor. Trouxe esse exemplo apenas para falarmos dessa situação à luz das Escrituras. Aqueles que são chamados pra cuidar e não cuidam, Deus mesmo as julgará (e destruirá). Se Deus te chama para ligar para alguém e você diz que está ocupado demais, se você vê um amigo seu na rua se afundando em uma vida que não vale a pena pensa: Ah, o pastor dele que o procure! Cuidado. Deus nos usa nas pequenas coisas. Se ele te chamou pra ser pastor, pastoreie no seu dia a dia. E se você tem tido um ótimo relacionamento vertical (você e Deus apenas), você tem engordado e engordado sem dar desse conteúdo pra ninguém. Esse tipo de ovelha Deus diz que também será destruída. Meu pai diz que esse tipo de ovelha uma hora sofre de “infarto espiritual”. Então, querido…

* Busque o Senhor para que você possa dar aquilo que Deus tem te dado. Ele é nossa fonte. Nunca conseguimos nada por nossas próprias forças. Peça ao Espírito Santo a sensibilidade para você poder ajudar quem está clamando por ajuda.

* Seja paciente. Certas pessoas precisam de anos até que decidem entregar-se ao tratar de Jesus. Não desista.

* Não subestime uma visita, uma ligação, um encontro.

* Se você conhece ministérios que tem deixado suas ovelhas e só cuidado de si mesmos, ORE POR ELES!!!

* Procure aqueles seus amigos que um dia estiveram com você e não estão mais. De repente eles só precisam de uma ligação sua para voltarem aos braços do Pai ou para permanecerem na caminhada.

Que sejamos pastores que refletem o cuidado de Cristo por nós,

Dani