Arquivo | Missões RSS feed for this section

Já passava das oito

4 jul

Se você foi chamado para pastorear, cuidar e caminhar junto, esse post é pra você.

(Os nomes não foram citados por privacidade)

Já passava das oito da noite e finalmente chegamos a parte da estrada que tinha asfalto. Após uma viagem de 40 minutos em meio a escuridão completa, vimos uma lâmpada, outra e outra e chegamos à cidade. Continuamos o caminho até uma rua tão íngreme que tivemos que parar o carro para subirmos a pé.

Chegando lá e pensando como ela subia aquela rua todos os dias (e com um bebê de um ano!) nos intrigou tanto que só discutíamos sobre isso enquanto aguardávamos à sua porta.

Quando a porta se abriu, ela sorriu tanto que lágrimas brotaram de seus olhos. “Não acredito que vocês chegaram!”

Então nos pediu para entrar, sentar e se desculpou pois não tinha dinheiro pra comprar a lâmpada da sala que havia queimado na semana anterior. “Tudo bem, não tem problema”, todos nós pensamos. Em poucos segundos, todos nós viramos ouvidos ambulantes, pois tudo o que ela precisava era falar. Falar, falar e falar durante mais de uma hora.

Naquele mesmo mês havia recebido ameaças de morte por ser cristã, não recebia apoio da família na criação dos filhos e seu marido a traía constantemente em suas saídas com os amigos. Ela contou até mesmo das amantes que ligavam pra sua casa afirmando que estavam se divertindo com seu cônjuge enquanto trabalhava.

Mas o que feriu nosso coração naquele dia, além dessas coisas, foi seu descontentamento sobre o seu pastor. Ela frequenta uma igreja há mais de 3 anos e o pastor a conhecia muito bem. Como passou por uma gravidez de risco (e agora está grávida novamente) não pode sair de casa para ir à igreja. Garanto que nunca conheci uma rua tão íngreme como aquela, por isso acreditei sem sombra de dúvida que sair dali seria prejudicial à sua gravidez e à sua saúde.

Seu pastor, um homem conhecido naquela cidade tão pequena e simples, não visitara aquela mulher por mais de um ano. Ela pediu à uma amiga próxima que conversasse com o pastor para que este fosse à sua casa para uma simples visita. E esse pedido foi repetido algumas vezes ano passado. Tudo que ela precisava era de uma palavra, de um culto em casa, de um ouvido para ouví-la.

O pastor enviava resposta dizendo que estava muito ocupado com seu ministério e sua igreja. Aquela mulher estava abandonada ali naquela rua, com o filho pequeno, grávida e com tantos problemas. Ninguém para ouvi-la. O que nos encorajou foi que em várias partes do seu discurso ela dizia que sua força vinha do Senhor e que “Deus sofreu por mim e se eu tiver de sofrer por ele, tudo bem”. Rapidamente abraçou meu pai e disse “Tive que esperar meu pastor do Rio de Janeiro vir me visitar e eu sabia que o senhor viria. Obrigada, pastor”.

Ela havia sido tão bem plantada no Evangelho que os ventos e a tempestade não conseguiam virar seu barco.

E quanto a atitude do pastor?

Acho prudente pegarmos exemplos como esse para refletirmos sobre a responsabilidade de cuidar de vidas.

“Ai dos pastores que só cuidam de si mesmos! Acaso não deveriam cuidar do rebanho? Vocês não fortaleceram a fraca, nem curaram a doente, nem enfaixaram a ferida. Vocês não trouxeram de volta as desviadas nem procuraram as perdidas. Estou contra esses pastores. Tirarei deles a função de apascentar o rebanho. Procurarei as perdidas, enfaixarei a ferida e fortalecerei a fraca, mas a rebelde e forte, destruirei.”
Ez 34

Se der, volte e leia de novo essa passagem bíblica. Essas acusações são muito sérias. Como saber se você se encaixa na palavra PASTOR? Pastor é aquele que cuida de vidas, que é chamado pra fortalecer a fraca, curar a doente, enfaixar a ferida. Pastor não é somente aquele cara que prega na sua igreja. Pastor é um dos 5 ministérios descritos em Efésios 4. Pastor é aquele cara que tem paciência pra ouvir e ouvir. Persistência com aqueles que não possuem tanta força pra caminhar. Pastorear é discipular.

Agora, não estou aqui pra julgar aquele pastor. Trouxe esse exemplo apenas para falarmos dessa situação à luz das Escrituras. Aqueles que são chamados pra cuidar e não cuidam, Deus mesmo as julgará (e destruirá). Se Deus te chama para ligar para alguém e você diz que está ocupado demais, se você vê um amigo seu na rua se afundando em uma vida que não vale a pena pensa: Ah, o pastor dele que o procure! Cuidado. Deus nos usa nas pequenas coisas. Se ele te chamou pra ser pastor, pastoreie no seu dia a dia. E se você tem tido um ótimo relacionamento vertical (você e Deus apenas), você tem engordado e engordado sem dar desse conteúdo pra ninguém. Esse tipo de ovelha Deus diz que também será destruída. Meu pai diz que esse tipo de ovelha uma hora sofre de “infarto espiritual”. Então, querido…

* Busque o Senhor para que você possa dar aquilo que Deus tem te dado. Ele é nossa fonte. Nunca conseguimos nada por nossas próprias forças. Peça ao Espírito Santo a sensibilidade para você poder ajudar quem está clamando por ajuda.

* Seja paciente. Certas pessoas precisam de anos até que decidem entregar-se ao tratar de Jesus. Não desista.

* Não subestime uma visita, uma ligação, um encontro.

* Se você conhece ministérios que tem deixado suas ovelhas e só cuidado de si mesmos, ORE POR ELES!!!

* Procure aqueles seus amigos que um dia estiveram com você e não estão mais. De repente eles só precisam de uma ligação sua para voltarem aos braços do Pai ou para permanecerem na caminhada.

Que sejamos pastores que refletem o cuidado de Cristo por nós,

Dani 

Anúncios

Feedback Viagem Missionária pra Holanda

16 jun

Oi gente! Hello! 🙂

Como não escrevi nada sobre o prático da Holanda, ponho crédito no ditado “uma imagem vale mais que mil palavras”. Três vídeos  (sendo que 2 foram feitos pela Denise e pelo Felipe Toller – integrantes do prático – sobre um resumão do que fizemos lá!) A música tema é a mesma nos dois vídeos porque foi a música que mais cantamos durante esses 30 dias!

Mas antes, meus agradecimentos, é claro, vão a cada um da equipe. Especiais vão pra Taís, que aguentou as pontas com excelência os perrengues da equipe A e foi nossa “mãe”. A Camila que liderou muito bem a equipe B. Silvia, mais que uma líder, um exemplo de caráter (e paciência).

A todos os meus amigos da Equipe A e B que cantaram/tocaram incansavelmente I’m Free, Hosana e Revelation Song, comeram comida tailandesa (hahahahah, tirando eu, Kleberson e Toller), jogaram jogos estranhos e ganharam no futebol, participaram do ritual Am Savãr, beberam muuuito chá e café, viajaram por quase todos os cantos da Holanda, ouviram sobre o “comprar o teeeeste” umas 40 vezes, comeram ostra e peixe cru (que supostamente melhora dor de estômago kkkk), visitaram igrejas-boates, igrejas-museus, igreja-seminário e igreja-normal, não acreditavam no preço das coisas, conheceram a Cris e a Miriam, dormiram em algumas casas que não tinha chuveiro, adquiriam força nos devocionais em equipe, passaram frio, andaram com perna de pau, davam glória a Deus quando voltávamos pra Voorthuizen, conheceram muuuuuita gente (mesmo exaustos), fizeram inúmeras vezes das vans a sua cama, ficaram com raiva do Marcelo, Kleberson e Tiago porque eles se hospedaram numa mansão, compravam lembrancinhas que não acabavam mais, vibravam quando chegava o dia de comer comida do Toller/Taís/Silvia, usavam luvas quando não podiam usar, zuavam o Johnatan por qualquer coisa, traduziram mesmo sem nenhuma energia, comeram frikandel e stroopwafels, dormiram pouco, dançaram o Medley mais de 20 vezes e se alegraram com cada vida sendo transformada. Inesquecível!

“Sei o que é passar necessidade e sei o que é ter fartura. Aprendi o segredo de viver contente em toda e qualquer situação, seja bem alimentado, seja com fome, tendo muito, ou passando necessidade. Tudo posso naquele que me fortalece” Filipenses 4:12-13

Amo vocês!

God bless The Netherlands!

Essa foi uma ministração filmada por um fotógrafo profissional lá em Driebergen (que chique… hahahah). Pra quem quer emoção, ponha no 4’00” em diante!

Na internet é possível achar mais vídeos, incluive pelo usuário que postou o último! Mas acho que esses deram pra dar uma ideia!

Beijo procês,

Dani  

Nem tudo era trabalho…

14 jun

Pois é, nem tudo foi trabalho no nosso prático no Nordeste em julho de 2010. Pra quem quer saber mais como foi o prático, entre aqui => https://danicappelli.wordpress.com/2010/07/29/pratico-nordeste-ctmdt/.

Momentos de descontração fazem toda diferença! Dois vídeos aí pra quem quer lembrar deles!

CTMDT MAR

LAZER PRÁTICO NORDESTE 2010 CTMDT (parece que é o mesmo vídeo de cima, mas é beeem diferente)

Um tchau pra vocês e um saudoso abraço aos meus amigos do Terceirão CTMDT!

Dani 

Jesus no Twitter

19 abr

Você gosta de Twitter?

Vídeo muito criativo, especialmente interessante para os jovens que pensam em trabalhar com mídias, etc para atrair pessoas a Cristo.

Como seria se no tempo de Jesus tivesse twitter? Você o seguiria?

Nota sobre a Holanda…

28 dez

Muitos me perguntam: Por que Holanda? E uns até dizem: “Ah, ir pra Holanda é fácil, o difícil é ir pra África!”

Neste post, gostaria de responder a esses dois comentários de forma simples…

Por que Holanda?

Deus colocou essa visão no coração da nossa equipe, de compartilharmos o que o Senhor tem feito aqui no Brasil para o povo Holandês. Uma equipe foi antes de nós, ano passado e nós estamos continuando esse trabalho, confiando em Deus que serviremos como apoio e referencial para aquele povo!

“Ah, ir pra Holanda é fácil, quero ver ir pra África”

Deus nos ordenou pregar do Seu evangelho a todas as nações. Nenhuma nação é mais ou menos merecedora do que a outra. Todas precisam da tranformação que só o Espírito Santo pode gerar! É certo que nos países pobres, a evangelização se torna um mais fácil por ser “palpável”, digamos assim. Pode-se falar de Cristo com um prato de comida, com uma roupa ou agasalho, com o carinho que eles não recebem. Países ricos são mais difíceis de serem alcançados por vários motivos. Eles já foram alcançados e o Cristianismo deixou de ser uma novidade de vida pra eles. Esfriaram, caíram em um racionalismo sem precedentes, deixaram de depender de Deus. A maioria dasigrejas européias estão clamando por brasileiros que lhes dêem uma palavra! O povo holandês, em geral é um povo com condição financeira favorável, possuem “liberdade” que o mundo dá (drogas e prostituição), uma liberdade que só os prende numa vida de escravidão.

O que mais os holandeses podem querer? A última coisa que eles pensam é numa redenção dada pelo único que os pode redimir. Oremos por esse povo e que a nossa equipe seja luz em meio a tantas trevas! Que apregoemos a verdadeira liberdade que o Espírito Santo dá! Porque onde Ele está, aí há liberdade!

Lembremos que os europeus nos evangelizaram há tanto tempo atrás e muitos de vocês que leem esse blog são descendentes de europeus que decidiram por seguir a Cristo! Como oferta de amor, vamos “levar novamente” a verdade àqueles que trouxeram a verdade até nós! Se você sente que Deus te chama para reavivar a Europa, comece a orar intensamente por esse povo!

Bandeira da Holanda

Ore também pela nossa equipe. Espero que de lá possa dar notícias pra vocês através do blog,

Tentarei sempre que possível atualizar o twitter! @danielecappelli

Com amor de Cristo,

Dani

Missões na Holanda

19 out

Queridos amigos, familiares e parceiros:

“Como invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem não ouviram? E como ouvirão se não há quem pregue? E como pregarão se não forem enviados? Como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam a paz, dos que anunciam boas novas.” Rm 10.14-15

Por mais um ano, o CTMDT (Centro de Treinamento Ministerial Diante do Trono), escola que estudo há 1 ano e 10 meses, propôs um desafio a uma equipe selecionada: Evangelizar muçulmanos e jovens europeus em Amsterdam na Holanda. Infelizmente, Amsterdam é um lugar onde as drogas e a prostituição são liberadas. As pessoas nesse lugar vivem em busca de prazeres desenfreados, completamente alheios aos valores cristãos e morais que regeram essa sociedade por tanto tempo.  Muitos missionários têm vindo até a nossa escola e nos incentivado a ir para a Europa, pois há um grande esfriamento espiritual vigente. Nosso coração tem queimado pelo desejo de levar a alegria de Cristo e a pregar sobre a verdadeira liberdade que está em Jesus.

A situação da cidade

Amsterdam virou, já há algum tempo, um dos destinos preferidos da juventude de todas as partes do mundo. O fato de ser uma espécie de supermercado de drogas explica muito, mas não é tudo. Há pouco tempo, uma lei liberou a prática de sexo nos parques públicos. Nos famosos COFFEESHOPS de Amsterdam, cardápios como esse aí debaixo com diversas drogas fazem a alegria dos seus consumidores.

Vida e costume


A Holanda é um país conhecido por ser extremamente liberal em seus costumes. Por exemplo, o uso de drogas, a eutanásia e o casamento entre homossexuais são legalizadas. Por isso mesmo, pessoas de todos os estilos e tendências vivem por lá.
O bairro Red Light District já virou ponto turístico dedicado à prostituição. Nos prédios, quase todas as janelas viraram um grande mostruário de corpos femininos. As prostitutas seminuas convidam homens para seus quartos. O lugar é cheio de sexshops expondo abertamente seus produtos nas vitrines. O governo tem a intenção de levar a liberação do sexo nas praças à outras cidades do país.

Qual é a situação do cristianismo na Holanda?
A Holanda é um dos países mais secularizados do Oeste europeu, com 39% de sua população pertencente à alguma religião. Ainda assim, menos de 20% frequenta regularmente suas respectivas igrejas. De acordo com a pesquisa da Eurobarômetro de 2005,  34% dos cidadãos neerlandeses responderam que “acreditam existir algum deus”, 37% respondeu que “acreditam que exista algum tipo de força” e 27% que “não acreditam que exista nenhum tipo de força superior, deus ou nada espiritual”.

Fenômeno Geração Emergente

“Rejeitamos o cristianismo não porque pensamos que seja falso, mas porque pensamos que é irrelevante”. Esta frase foi dita por dois irmãos a John Stott. Expressa bem o espírito da sociedade secularizada pós-cristã. Alcançar com o evangelho quem pensa assim não é tarefa fácil. Mas não é missão impossível.Jovens de todas as tribos urbanas de todos os tipos de subcultura têm invadido a Europa, povos exilados de guerra têm se refugiado lá. E é pra essa Europa que nossos olhos estão voltados, aos países que foram responsáveis pela evangelização  do Brasil e que hoje estão tomados por essa geração globalizada.

O PROJETO

Nosso projeto é Pregar a Jesus através de:

Ministração de seminário de louvor, teatro e dança.

Ministração de seminário de missões e evangelismo.

Ministração da palavra e da paternidade de Deus.

Somos uma equipe composta de 25 pessoas, entre alunos do CTMDT, ex-alunos, professores e discipuladores. Dentro da equipe temos músicos, dançarinos e ministros da palavra e louvor. Nossa meta é arrecadar a quantia de aproximadamente R$3.000,00 reais por pessoa. Esse valor cobre as despesas de passagem, taxas e do seguro viagem obrigatório. A iniciativa do projeto partiu de uma igreja local de Amsterdam e da ONG “Children Asking” (www.childrenasking.org/pt/) que arcará com parte das nossas despesas como hospedagem, alimentação e transporte local.

A viagem será no período de 31/12/2010 a 01/02/2011.  A equipe está se mobilizando para levantar o máximo de recursos para cobrir outras despesas da viagem e para na medida do possível cobrir o que faltar para algum membro. Para isso planejamos as seguintes iniciativas:

Venda de camisetas do projeto (se quiser, compre comigo!) e fechamento de parcerias com igrejas e empresários interessados.

Para participar desse projeto eu preciso de parceiros que possam me ajudar financeiramente para arcar com as despesas da passagem. Qualquer tipo de contribuição será bem vinda e apreciada.

Europa será reavivada para a glória de Deus!!!

“A MISSÃO é feita com os joelhos dos que oram, com as mãos dos que contribuem e com os pés dos que vão”

Se você quiser ajudar financeiramente e semear nesse projeto, por favor, deposite a quantia desejada na minha conta:

Banco do Brasil

Agência: 2862-2

Conta Corrente: 20916-3

Daniele Cappelli Aló de Medeiros

Todo o dinheiro de ofertas será revertido para a compra da minha passagem.

Deus abençoe vocês! Com amor,

Dani Cappelli – danielecappelli@gmail.com/tt: @danielecappelli

Guaicurus & Projeto EQUIPAR

17 mar

Olá gente! Como deu pra perceber, estou meio sem tempo – inclusive, achei um buraco nos horários pra vir aqui – mas queria contar as últimas novidades pra vocês.

No dia da mulher, alunos do CTM e da JOCUM se juntaram para ir à Rua Guaicurus – aqui em Belo Horizonte, é o lugar que representa a prostituição – evangelizar aquelas mulheres igualmente valiosas para Deus como outra qualquer. Saí um pouco apreensiva daqui do CTM porque nunca tinha lidado com uma situação dessa – de conversar abertamente com uma garota de programa – então, depositei TODA a minha ansiedade em Deus, porque Ele cuida muito melhor do meu querido e quase não obediente sistema nervoso do que eu possa cuidar.

Quando chegamos, fomos direcionados a um cinema pornô – alugado pela JOCUM por um dia, pra que servisse de base para os conselheiros – e ouvimos testemunhos de pessoas que já tinham passado por aquela triste realidade. Separaram os grupos que subiriam aos prostíbulos e os que ficariam na base, como conselheiros. Tive que ficar na base por ter 17 poucos anos de vida, mas ano que vem essa situação é revertida. Essa, certamente, foi uma experiência de Deus pra minha vida. Aconselhar uma mulher que já passou por tantas coisas pelas quais não passei, mulheres com pelo menos o dobro da minha idade, foi lindo. Inexplicável poder participar desse dia. É numa situação dessas que você compreende que não é seu nível social, financeiro, sua idade, nada disso influencia uma geração. O amor de Deus influencia gerações.


Conheci, além das mulheres que se aconselharam comigo, o dono de um dos prostíbulos. Ele estava compartilhando conosco que tinha 4 filhos, um casamento destruído, mas queria Jesus. Essa é a esperança que TODOS A SUA VOLTA procuram. Não precisam ser garotas de programa ou donos de prostíbulos. O padeiro, o professor, o amigo ao seu lado precisa da esperança que você tem! No final desse dia glorioso, foi realizado um casamento na Guaicurus,  ministrado pelo Pr. Gustavo Bessa, simbolizando uma nova esperança de pureza para todos que ali passavam.

Ah! Queria compartilhar outra benção com vocês. Aqui no CTM, temos vários projetos e escolhemos um pra que possamos participar. O que eu escolhei se chama EQUIPAR este trabalha com um núcleo – pequena igreja – que fica localizada aqui mesmo, no Campus. Para trabalhar nesse projeto, pode ser da banda, da equipe que cuida das crianças ou do pessoal que lidera células. Fiz o teste para o vocal junto com muitas outras pessoas e passei pra banda! Fiquei muito feliz porque eu e minha prima passamos e daqui pra frente, vamos ministrar ao coração dessas pessoas especiais que participam da comunhão com os irmãos nessa igreja linda. Depois ponho fotos pra vocês!

Acho que tá bom por hoje, to atrasada pra mais uma reunião. Aqui deixo minha saudade. Lembrem sempre que Deus é fiel e nunca, nunca mesmo, Ele falha.

Dani.

Carnaval

25 fev

Esses dias, o Tio Pedro – o responsável pelo evangelismo de Carnaval da Jocum – veio até o CTM para compartilhar a visão de Deus sobre o Carnaval numa perspectiva diferente. Enquanto esses dias de “festa” acontecem, é comum que as igrejas se afastem, deixando os perdidos mais perdidos ainda. Falo por mim mesma, uma pessoa assídua aos retiros até ano passado. E ele também teve oportunidade de mostrar os testemunhos do que Deus tem feito através de uma geração que não foge da luta e diz sim ao chamado do Senhor para ajudar essas pessoas que estão ali todos os anos.

Na sexta-feira, choveu muito aqui em Santa Luzia e tivemos uma direção de ficar no Campus. Foi uma noite de intercessão MARAVILHOSA, o Espírito Santo estava tão livre que nem sentíamos o tempo passar. Particularmente, essa foi a primeira vez que paticipei de um momento de intercessão intenso como esse. Chegou a madrugada e fomos para os nossos quartos. No dia seguinte, formamos as equipes de evangelismo e “subimos” para a parte onde acontece o Carnaval. Quando chegamos lá,  já começamos a sentir a opressão e a tristeza das pessoas procurando uma alegria momentânea. Minha primeira impressão – sinceramente falando – foi medo. As ruas são muito estreitas e há um tráfego intenso de pessoas.

Eram muitos homens bêbados e drogados em um lugar só, muitas meninas vestindo quase nada, muita gente se afundando no álcool, uma festa realmente criada por alguém que só quer o mal das pessoas. Mas não havia o que temer, primeiro, porque Deus estava conosco e o Thiago – um amigo que ficou responsável por mim e pela Mayara – estava conosco, garantindo nossa proteção física.

Essas duas noites de evangelismo foram maravilhosas. As pessoas realmente se mostraram sedentas por Deus e quando dizíamos “Nós viemos de partes diferentes do Brasil só pra dizer que Jesus te ama”, não tinha uma que não prestasse atenção. Falamos com crianças, mulheres e homens, pessoas como nós, que se emocionam ao ouvir que existe uma vida melhor que aquela, que só Jesus podia mudar aquilo que sentiam.  Há muitos testemunhos a serem compartilhados, os que eu vivi e os que meus amigos do CTM viveram, aos poucos eu os coloco por aqui. Foi uma experiência inesquecível e tenho certeza que isso é só o começo, porque o nosso Deus é muito LOUCOOOOOOOOOOO!

Que o Brasil se levante e seja luz! Deixe a luz Dele brilhar através de você!

Ótimo “começo de ano” a todos! Um abraço,

Dani.

Primeiros dias fora de casa

10 fev

O clima mineiro é melhor do que eu pensava… Há sempre nuvens que ameaçam nos tocar, uma chuva que cai rotineiramente ao fim da tarde e é claro, friozinho à noite. Ótimo para mim, uma amante de tempo com temperaturas mais baixas. Chegando ao CTMDT, uma moça da equipe orou comigo e com a minha família – aparentemente, eles fazem isso com cada aluno novato – e logo busquei orientação de onde seria meu quarto e subi, calmamente mas com o coração acelerado, averiguando o local, sentando no meu colchão ainda não forrado e suspirando aliviada, por ter conseguido chegar até aqui. Desfiz uma parte das malas e como era de se esperar, tive que comprar um pequeno móvel pra que eu pudesse organizar as roupas que trouxe, juntamente com meus produtos de limpeza (acreditem ou não, eu ainda lavarei roupas e etcs aqui). Conheci umas vinte e poucas pessoas de diversos lugares e resolvi os aspectos finais, enquanto aproveitava a presença – que já não tenho mais – dos meus pais pertinho de mim.

Durante à noite, passeei pela cidade – o que não é um trabalho árduo, porque estou aqui há pouco mais de três dias e tenho a sensação de já conhecer tudo – vi restaurantes, examinei com cuidado aonde estariam os lugares de mais importância, banco, dentista, lojas de 1,99 hahahaha, voltei para o CTM e descansei. No dia seguinte, conhecemos muito mais pessoas e eu já me sentia em casa. Há uma atmosfera incrível envolvendo esse lugar. As pessoas realmente cantarolam por todas as partes, pra onde quer que você olhe, existe algum grupinho conversando, rindo. Como se a vida não oferecesse nenhum tipo de preocupação. Na verdade, aqui as pessoas sabem que preocupações existem, mas elas transferem pra alguém que cuida melhor delas do que elas mesmas possam cuidar. Há paz aqui, no sentido real da palavra. Então, chegou a hora de participarmos do primeiro culto como primeiro ano. Um pré-culto, antes das boas-vindas propriamente ditas. O Pastor Gustavo que dirigiu a oração inicial e logo a banda do CTMDT – a do ano passado – estava no púlpito, fazendo o que Deus deu de melhor para eles. Na minha opinião, é uma banda excelente, a unção de Deus estava conosco todo o tempo e foi um culto muito leve e cheio da presença e alegria de Deus.

Após o louvor, o pastor Gustavo retomou o microfone e deu uma palavra sobre “Sermos perturbadores dessa geração por estarmos diante da face de Deus”. Ao final da palavra, todos nós estávamos quebrantados, mas não só porque a pregação fora impactante, mas também porque cada um de nós, individualmente, teve que renunciar algo pra estar aqui. Na manhã seguinte, além de conhecer mais gente ainda, tive a difícil tarefa de me despedir dos meus pais. Para quem não sabe, eu vivi 17 anos “grudada” com eles e eu não sei como será essa jornada sem tê-los por perto. Certamente, aprenderei aqui. Minha mãe me deu os últimos avisos – aqueles avisos de mãe que todos conhecemos bem – Não andar descalço, ter sempre o guarda-chuva dentro da bolsa, trancar tudo antes de sair do quarto, e ainda não satisfeita, fez uma lista de lembretes, pra que a minha cabecinha de vento não esquecesse. Meu pai, com uma espécie de instinto protetor, me perguntava todo o tempo se eu ia ficar bem e me abraçava forte, beijando os meus cabelos. Oramos juntos no meu quarto, choramos, rimos, nos abraçamos e eles se foram. Foi como um vazio que entrou depois que eles saíram. Eu sei que Deus é capaz de suprir a saudade que já sinto deles, então eu não estou me preocupando muito com isso.

À noite, tivemos o culto oficial de boas-vindas, onde os alunos do segundo ano fizeram algo para nós – que não posso contar, já que a graça é não saber – no outro dia pela manhã, fomos para a Igreja Batista da Lagoinha, onde fomos apresentados – Pela Rede Super! – à igreja como os novos alunos de 2009 do CTMDT. Não vou contar muito mais das palavras – que foram dadas pelo Pastor Marcio e por outro pastor que não sei o nome ainda, rs, senão o post não terá fim e isso seria péssimo para prender a atenção de vocês.

Basta cada dia seu post 😉

Deus é incrível, isso é o resumo de tudo que posso dizer.  Até o próximo! Saudades de todos vocês, meus amigos…

Dani.

Ps: No próximo eu ponho fotos, já que tentei umas 10 vezes – inutilmente – e não consegui.