Arquivo | Reflexões RSS feed for this section

Não espero que alguém leia isso

12 abr

Continuo gostando de dias frios e chuvosos. Eles me dão a oportunidade de pensar e repensar, embora tenham esse invólucro de depressivos.

Não penso que tenha nada de útil pra escrever dessa vez. Coisas boas tem acontecido, coisas ruins também, mas acho que as boas tem se sobreposto às ruins. Ainda continuo em uma fase de espera (não sei se você também), onde esperamos o tabuleiro virar, começar um novo jogo, um novo projeto, um novo alguma-coisa. E lá se foram… dois anos e meio?

Talvez os planos que eu tinha há três anos atrás não deram certo. Aliás, acho que fui pra uma direção completamente diferente. E lá eu encontrei o silêncio, a espera e tive que me desfazer de certos tipos de lembranças senão não poderia agüentar. Escolhi “congelar” o sentimento de saudade e nostalgia. Não, eles não eram saudáveis em demasia. De vez em quando me permito sentí-los, mas controladamente, em pequenas doses.

Por outro lado, quando fui caminhando por esse novo caminho, passei pelas mais diversas experiências onde a maioria foi… ruim. Isso até parece ser um texto pessimista, mas não é. Por mais que essas experiências tenham sido ruins, eu acabei aprendendo como não-fazer certos tipos de coisa. Será que me faço entender? Os erros dos outros acabam nos ensinando a como não andar e provam o quanto obedecer o que está escrito na Bíblia vale a pena.

Nisso tudo, eu sei, há uma esperança. Quando acordo, penso que Deus me deu aquele fôlego diário e que eu preciso fazer daquele dia uma oportunidade de me relacionar com Ele e com as pessoas ao meu redor. Mesmo em uma fase de transição, as coisas estão acontecendo. Quem sabe elas estão acontecendo muito mais do que eu sei debaixo da terra pra “do nada” florescer no tempo certo?

Enquanto espero, vivo – ou tento viver – uma vida de retidão, acertando e errando, ajudando pessoas e deixando pessoas me ajudarem. Se não formos luz, de que adianta estar aqui?

Se alguém realmente estiver lendo isso, Deus abençoe você, em qualquer estágio de vida que você esteja.

Dani

Anúncios

O leproso e o vestibular

15 ago

Hoje me veio à mente aquela passagem onde Jesus curou os 10 leprosos e só um voltou pra agradecer. Lembra? Sempre me perguntei… Por quê só um voltou? Isso é uma estatística realmente baixa. Bom, guarda essa informação aí!

Ontem, experimentei um dos momentos mais felizes da minha vida… Passei no vestibular pro curso que eu queria, pra Federal que eu queria. No meu peito não cabia tanta gratidão.

Imagem

Rapidamente, me veio a mente todas as vezes que coloquei essa situação diante de Deus. Imagina… Foram longos 10 meses esperando. Tantas vezes chorei e disse: “Senhor, eu me esforcei tanto! Por favor, me abençoe com essa vaga! Por favor, Jesus!”.

Descobri que a gratidão verdadeira surgiu de um relacionamento íntimo de oração entre Jesus e eu. Quem está constantemente com Deus, ouvindo sua voz, esperando, esperando e esperando Nele, sabe o que estou dizendo. Quando chegamos no nosso alvo, toda a espera vale a pena porque no meio dela você (re)descobre o Espírito Santo como melhor amigo. O único que ouviu seus gemidos e sofrimentos todo santo dia e o único que sabia do futuro é o mesmo que te surpreende no final.

Veja que coisa interessante…

Se eu tivesse passado para o primeiro semestre, eu não estaria fazendo meu último ano de Teologia. Já tinha decidido que não daria pra conciliar duas faculdades ao mesmo tempo. Então, pensei… Bom, se eu não passei é porque Jesus tem um propósito nesse curso! Comecei a cursar a convalidação e já aprendi bastante através desses livros. Mas era só a pontinha do iceberg… Se eu tivesse passado pro primeiro semestre, eu estaria em greve (pra quem tá acompanhando, o pessoal da UFRJ está em greve há quase 3 meses) e seriam meses perdidos. Sem Teologia e sem Jornalismo. Parada, estagnada, zerada.

Assim, eu passei (ainda em greve), tendo tempo de terminar minha convalidação com excelência e tranquila por já ter entrado na Federal. Foi simplesmente perfeito. E muito…muito melhor que meus planos. Daí, voltando ao ex-leproso agradecido, posso tentar entender porquê ele voltou.

Porque talvez ele estivesse como eu, orando todos os dias por um propósito, não vendo o porquê de não ser respondido imediatamente. Mas naquele dia que ele foi curado, acredito que todas as orações voltaram à sua mente como um filme e, com certeza, lágrimas de gratidão lhe desceram pelos olhos. Porque não somente foi curado, mas ganhou um melhor amigo até chegar na sua cura.

Se você está esperando por alguma coisa… Aproveite esse tempo de estreitar os laços com Jesus porque quando a conquista chega, você sente que Ele é merecedor tanto quanto você e aí nasce a gratidão. Uma gratidão sem fim.

Deus é lindo! Um abraço!

Dani

Tudo desfocado

6 jul

Temos lido tanta coisa, nos concentrado em tantas e tantas coisas que acabamos não nos concentrando em nenhuma. Não dá tempo.

Se você foca em duas coisas, na verdade não foca em nenhuma delas.  Isso serve também na nossa vida com Deus. Se disputamos o tempo de Deus com outras coisas, cederemos às outras coisas porque a jornada com Deus é muito mais “constante” do que imediata. A jornada com Ele é eterna.

Enchemos nossas cabeças com muita bobagem, lemos mil tweets por dia, às vezes entramos na lista dos Trending Topics pela curiosidade, lemos todos os posts no Facebook, comentamos em fotos, curtimos citações que mudariam o mundo,  abrimos 34 abas da internet de uma só vez, assistimos a todas as nossas séries… sem problemas.

Estamos acostumados a mudar de canal, passar por milhares de palavras, descer a página velozmente em busca de algo interessante. Isso não funciona com Deus. Para entrar na Sua presença, além de reverência, você precisa de tempo. Não tem como você pegar sua bíblia e ler como se fossem um monte de tweets sem sentido e ir direto àqueles que estão marcados e supostamente “mais interessantes”.

Esse mundo tem estragado nossa concentração. Se ficamos 10 minutos em algo que aparentemente não nos traz resultados ou emoções mais fortes, partimos pra fazer outra coisa. Se ficamos 10 minutos no nosso quarto fazendo um devocional, já é tempo demais!

Deus tem algo diferente pra nós a cada dia e seu trabalho e tratamento são intensos – e geralmente lentos aos padrões do século XXI. O tratamento de Deus acontece com o tempo, NÃO acontece imediatamente. Seu coração não arde por Deus de uma hora pra outra e sua vontade de ler a bíblia não vai aparecer do nada. Não tem como trocar de canal pra viver um “momento sobrenatural” e logo depois trocar de canal pra outro lixo qualquer.

Pra estarmos com Deus, pra sentirmos sua presença, pra voltarmos aos primeiros dias, pra adorarmos ler sua palavra (além das Timelines – você acredita que tem gente que só lê as partes da bíblia que estão em alguma rede social? Se você é um desses, não desanima não! Leia até o fim!), precisamos de tempo. Até mesmo de ajuda. Às vezes cds, músicas, palavras, porque afinal, esse é o papel do corpo de Cristo. Mas você não pode se viciar no relacionamento dos outros com Deus, você precisa ter o seu próprio entendimento e experiência. Seu próprio amor, só pra Ele.

Encontrei uma moça querida da nossa família outro dia e ela me apresentou ao rapaz que estava com ela como “a menina

que orava por horas no seu quarto enquanto os pais estavam em um compromisso”. Eu gelei. Na hora, eu senti o Espírito “Santo me dizendo: “Onde está ela?”

E hoje, a pergunta é “Onde você está?”

Com amor,
Dani

Nem por uma hora?

9 maio

A luz entrava vagarosamente pela minha janela. Parecia preguiçosa, assim como eu quando acordei. Com um esforço mínimo, estendi a mão para pegar a bíblia e abrir em qualquer lugar. Sabe quando você faz isso? Então, caiu em uma passagem que encheu meus olhos de lágrimas.

Uma passagem meio “é com você mesmo que estou falando”. E era mesmo. A passagem foi quando Jesus disse “Vocês não puderam vigiar comigo nem por uma hora?” Nossa, foi quase um tapa na minha cara. Eu sabia que aquilo era pra mim.

Sabe quando você já está acostumado demais com sua rotina de oração e chega a olhar o relógio para conferir quanto tempo já orou, leu a Bíblia ou passou aos pés de Jesus? Então esse post também é pra você. Jesus está falando: “Você não consegue ficar comigo nem por uma hora?”. Quais são os limites que temos dado ao nosso tempo com Deus? Será que temos buscado Sua face o bastante? Será que checamos o relógio e dizemos para nós mesmo “Caramba, só se passaram 15min” ou “Vou ficar mais um pouco pra completar uns 40 min…”.

A presença de Deus precisa ser o melhor lugar do mundo pra você e pra mim. É ela que é capaz de mudar nossa vida, transformar nossos hábitos e mostrar os sonhos de Deus pra nós. Então, se você está com dificuldades de fazer seu devocional, de parar na presença de Deus, de orar como orava antes…

Aqui vão algumas dicas:

Leve música com você. Quando você ficar sem palavras, deixe a música tocar e somente adore a Deus.

Faça coisas que usualmente você não faria para expressar seu amor por Ele. Dance no seu quarto (mesmo que seja meio ridículo), deite no chão, declame um salmo, enfim. “Surpresinhas” pra Deus.

Faça algo que você gosta junto com seu tempo de devocional. Como assim? Bom, se você AMA café, leve uma xícara com você. Se você gosta da natureza, vá pra baixo de uma árvore. Se você não desgruda do seu violão, cante algo novo pra Jesus. Se você gosta de escrever, escreva sobre o que Deus te falou.

Aliás, esse é um hábito muito saudável na caminhada com Jesus. Nos momentos de desânimo e cansaço, é muito bom ler  sobre o que Deus fez e falou conosco há dias, meses ou anos atrás. Dá um novo fôlego de vida… mesmo.

E da próxima vez que você se deparar com a pergunta de Jesus: “Será que você não pôde ficar comigo nem por uma hora”, meu desejo é que você não se identifique com ela.

Um beijo, queridos.

@danielecappelli

Eram as timelines

18 abr

Hoje pela manhã, acordei com uma sensação boa. Afinal, minha mudança pra outra casa é amanhã e mudar é muito bom. Parece que você tem uma chance de recomeçar, de não cair nos mesmos erros que caiu na casa antiga… rs. Até aí, tudo ótimo! Até ligar o computador. Arg, me deu aquela sensação horrível. Um monte de coisa passou pela minha cabeça e Deus me esclareceu finalmente o que estava acontecendo.

Daqui a alguns dias, eu e o Kleb vamos ministrar em uma igreja de amigos queridos em SP. Então, essas semanas, estou revisando os conteúdos das oficinas e percebi que muito daquilo presente no conteúdo estava tirando minha alegria.

Por que? Cada vez que eu me conectava às redes sociais e lia o máximo de informação que podia ler, eu via outras pessoas fazendo outras coisas, talvez coisas que eu quisesse fazer. Envolvidas com coisas que eram interessante pra mim. A vida das outras pessoas havia se tornado a própria propaganda pra mim. Então, eu seguia meus dias normalmente e descontente com as coisas ou experiências que Jesus me dava porque me focava constantemente no que havia lido nas timelines da vida.

Me parece que isso é algo inevitável. Quanto mais você lê e se alimenta da vida dos outros, menos você cuida da sua própria vida e relacionamento com Deus. Estou muito grata porque Jesus me mostrou qual era a fonte do meu descontentamento.

Entenda… eu fazia um devocional, lia uma palavra e então estava bem, estava leve, refletindo na Palavra. Em poucos minutos ou horas, estava triste, cabisbaixa e não sabia o porquê. Eram as timelines…

O propósito que Deus tem pra mim e pra você é único. Não ache que a grama do vizinho é mais verde, porque não é. Na verdade, você nem sabe se essa grama é miragem da sua cabeça!

Seja agradecido por tudo o que Deus tem feito. Ainda que você ache que sua vida deveria estar diferente agora. Deus não acha isso, Ele controla tudo e sabe o melhor pra você. Se suas más escolhas te levaram onde você está, sim, há esperança também. Deus é especialista em realizar uma mudança de mente, mas precisamos estar constantemente acompanhados por Ele, conversando, escutando seus conselhos, nos arrependendo e seguindo em frente.

Mas se suas escolhas boas ou até mesmo neutras te levaram onde você está… Acredite, você está no lugar certo. Deus não errou. Você não está a caminho do seu propósito, você está cumprindo-o hoje! Portanto, aja com gratidão. Dê valor aos pequenos atos. Contenha-se com o que Deus tem pra você. Cumprir o propósito de Deus é o que te fará realizado.

Deus abençoe vocês. Estamos todos na mesma roda, do mesmo Oleiro.

Regozijai-vos sempre. 1 Tess 5:16 😉

Beijo e vou amar ler seu comentário! =)

@danielecappelli

O perfume

22 mar

Lá estava meu cheiro pela casa. Fiquei curiosa e já pensei comigo mesma que alguém tinha usado meu perfume. Embora eu tenha alguns frascos na minha mini-coleção, existe um perfume que me agrada mais (e que meu namorado mais gosta também). Esse perfume é especial porque lembra de ocasiões especiais.

Enfim, voltando a pessoa que usou…

Foi meu Continue lendo

Uma nova estação

24 fev

De certa forma, eu sabia que 2012 guardava algo novo de Deus pra mim. Algo novo de Deus pro Brasil e pro mundo. Então comecei a ouvir de homens e mulheres de Deus as mesmas experiências que eu havia tido no ano de 2011, em como esse foi um ano de seca e deserto. Onde Deus nos ensinou a esperarmos e sobrevivermos em um lugar onde só tínhamos a Ele. Mais ninguém, sem comida, sem água sem abrigo… O lugar onde Ele se tornou isso tudo pra nós.

Me incomodava o quão mecânico estava meu louvor Continue lendo

Não quero conversar agora

26 jan

Prioridades são fáceis de definir. É só vermos no que estamos gastando nosso tempo. Se você é um super espiritual, não precisa continuar a leitura.

—-

Me vi sendo chamada por Deus – tantas e tantas vezes – a voltar e me relacionar com Ele. Muitas vezes ignorei a Jesus ficando horas no meu computador, ou vendo tv, lendo uma revista. Ignorei a Jesus mesmo passando horas vendo coisas sobre igreja, ou ligados a ela.

Sei que o Espírito Santo está comigo mesmo eu preferindo fazer outra coisa. Ele também está aí, Ele mesmo te trouxe até essa página.

“- Não, eu não quero conversar agora. Preciso falar com meus amigos, checar o jornal, o email, preciso ver alguns vídeos também. 

– Mas…

– Não me importo se você está esperando por mim, eu quero satisfazer o MEU desejo agora. Depois eu canto pra você, se você quiser. “Faça a Tua vontade”, não é assim que eu canto? Isso vai te fazer feliz?

– Filha…

– Se eu cantar da boca pra fora, o Teu Espírito vai parar de me chamar e me deixar em paz? Vamos combinar: À noite, eu te dou um pouco do meu tempo. Ou pode ser amanhã de manhã também. Vou até abrir a bíblia pra receber alguma palavra revelada de Ti. Olha, 15 atualizações!

(…)

– Como eu estava falando, vou me arrepender, agradecer, aquele ritual. Claro que o Senhor vai me abençoar… Agora você pode me deixar continuar o que estava fazendo?

– Tudo bem…”

Essa cena lhe é familiar? Esse é o discurso do meu coração e a educação de Deus. Quando priorizo outras coisas fúteis ao invés de passar um tempo que pode mudar minha vida ao pés do meu Criador, eu priorizo uma morte lenta, afastada da única vida.

O que você escolherá hoje? Até quando vai ignorar Deus te chamando?

Busquem o Senhor enquanto se pode achá-lo; clamem por ele enquanto está perto. 
Isaías 55:6

Pra quando é o casamento?

23 jan

Esse post revela minha ótica pessoal diante de uma situação pessoal.  =)

Sinta-se a vontade para ter sua própria opinião sobre o assunto.

—-

Já recebi inúmeros comentários perguntando pra quando seria meu casamento e muitas opiniões de quando ele deveria ser. Resolvi escrever esse post pra responder! 🙂

Me preocupo pensando que tipo de conselhos os jovens tem ouvido dentro de suas casas e igrejas a respeito de casamento. Graças a Deus, aqui em casa tenho uma base maravilhosa vinda dos meus pais, seu apoio incondicional e conselhos bem sinceros sobre a vida matrimonial (que não são só flores).

Minha mãe sempre me disse que uma crise financeira pode arruinar um casamento que apenas começou. Um casal que assume um compromisso matrimonial e logo após começa a depender dos seus pais financeiramente (emocionalmente também) pode enfrentar graves problemas no futuro. Já que os dois saem de sua casa para se tornar um,  isso não inclui sogros e sogras. Se casaram, tratem de pelo menos tentar sustentar a aliança que vocês prometeram ser “séria, madura e além de toda dificuldade” no altar perante as testemunhas.

Sei muito bem que a pressão que a igreja faz em cima de nós namorados é imensa. Afinal, é melhor casar que se manter abrasado! Aí, com essa perspectiva, muitos casais de namorados que mal se conhecem – mas sabem que seu Deus é o mesmo – se casam pra que a outra chama não acenda.

Não vale a pena se apressar em um relacionamento. Leve tempo pra conhecer a pessoa verdadeiramente… Leve Eclesiastes 3 a sério. Qualquer tempo que você passar namorando vai ser bem inferior ao que vocês irão passar casados. Então, pra que fazer tudo às pressas? Curtir o namoro, trocar presentes e cartinhas, receber flores… Tudo que é cultivado hoje, dará frutos amanhã.  Confesso que sou contra você casar com uma pessoa cuja vida é um mistério. A época do namoro é uma escolha… A escolha de contar quem você é de verdade (isso pode doer) e escutar coisas que talvez não queira escutar. Mas a recompensa é grande! A confiança aumenta e você ama ainda mais, com uma intensidade não experimentada antes.

Por causa da grande pressão pra casar, muitos estão subindo ao altar por motivos sexuais e ainda que não percebam, certas igrejas ou pastores incentivam que o casamento deve ser o mais rápido possível! Ouvi isso inclusive de uma pessoa que respeito muito e sei que é uma pessoa de Deus. Mas tomemos muito cuidado com o testemunho pessoal que ouvimos. Se uma pessoa que você admira namorou, noivou e casou em 6 meses, isso não significa que seja o certo pra você. Aliás, eu acho pouco provável que seja. O casamento não conseguirá sobreviver só de sexo, sem amor real. Tampouco só de amor, sem dinheiro. Seria uma união fadada ao fracasso. Um casamento de sucesso precisa de amor, de o mínimo financeiro e de Jesus bem no centro.

Precisamos amadurecer antes de entrar em um casamento. Você, menina, sabe cuidar de uma casa?  Sabe mais do que fazer miojo e fritar ovo? Se você respondeu mentalmente que vai ter uma empregada, ok, é benção… Mas nós, mulheres, precisamos saber cuidar do nosso lar. Deus nos deu a dádiva de prepararmos um ambiente sadio (e organizado) pro nosso lindo marido desfrutar. Quem gosta de viver em meio a bagunça?

Você homem… Já trabalha? Se não, como que você quer casar, meu filho? E mesmo trabalhando, sabemos que o desafio não para por aí… Vem a etapa de juntar dinheiro, economizar e etc, até que o grande dia chegue. Depois dele piora! rs. Você é organizado com suas finanças? Pois muito provável que essa parte da casa fique em suas mãos. Já pensou em como cuidar de uma princesa? Então vá se preparando!

Imagino que pra vocês, homens, seja muito mais difícil que pras meninas. Tem uma hora que o corpo não aguenta mais essa situação. Mas aguenta firme. Ainda existe muitos caras como você, que estão se guardando pro momento certo (mesmo que os errados já tenham rolado antes). Não é Jesus que refaz todas as coisas? Se escolhemos ir na contra mão do pecado, tudo o que fizemos, Jesus pode apagar. Inclusive nessa área.

Um grande exemplo pra mim é o meu irmão. Ele namorou por um bom tempo porque ele começou a relacionamento quando tinha 16 e ela, 15. O primeiro namorado dela e a primeira namorada dele. Mesmo sob tanta pressão vindo de todos os lados, eles escolheram estruturar o futuro antes de casar por impulso. Hoje, eles são casados, felizes e tem uma linda (linda mesmo) filha. Tudo no tempo certo….

Bem, esse foi o resumão dos meus pensamentos sobre isso. Tenho aprendido com a minha mãe várias coisas sobre a minha casa e a me arriscar na cozinha também! Enquanto isso, o mozão tá lá na primeira experiência de administrar uma casa sozinho. Ambos estão fazendo estágio pro que há de vir. Não queremos casar para permanecermos sob a guarda de ninguém. Queremos casar pra de fato sermos um e formarmos uma linda família. Não há nada de errado em esperar.

Eu e o Kleberson temos orado muito juntos, esperado e nos amado a cada dia mais. Pode ser antes ou depois do que estamos planejando. O importante é ter o “sim” de Deus, sem nada de precipitações.  Então, naquele dia perfeito, diremos sim pra sempre.

Beijo pra você! 🙂

O ano sem respostas

29 dez

O texto que você está prestes a ler não se parece nada com um conto de fadas… Mas mesmo assim, existe um Rei cuidando de uma princesa. Fique à vontade se quiser comentar. Boa leitura!

————–

De início achei que o problema estava na adaptação pós CTMDT. Depois achei que estava comigo. Depois achei que estava na igreja. Depois achei que era da falta de amigos. Depois, depois, depois…

O ano de 2011 foi um ano muito complicado. Semana passada, em uma reunião com amigos íntimos da nossa família, expus que em 2011, eu tinha ganho tantas coisas nas áreas palpáveis (material, financeira), mas pouquíssimo onde não podia enxergar.

Quanto mais eu buscava o Senhor, menos tinha respostas. Quanto mais eu tentava ouvi-lo, mais os meus ouvidos eram tapados. Já aconteceu isso com você?

Se eu pudesse contar pra vocês o que aconteceu conosco nesse ano, muitos ficariam de boca aberta, mas não poderia fazer isso. Além de ser antiético, creio que acima dos nossos sofrimentos e lutas, NUNCA devemos expor ninguém, porque todos fazem parte da mesma família e estão suscetíveis aos mesmos erros. Muitos que nos viram escrevendo coisas profundas e reflexivas no Twitter, mal sabiam que por trás daquelas palavras estava nossa história.

Nossos amigos mais próximos ficaram sabendo de toda “a novela” que nos envolveu do meio do ano pra cá e quero agradecer a estes (que sei que estão lendo!), que nos ouviram, aconselharam e oraram por nós. Que seria de nós sem vocês?

Também não posso deixar de citar um dos melhores presentes que já tive. Pude conviver com a pessoa mais incrível que Deus me deu de presente. A companhia do Kleberson muitas vezes me animou, me ajudou a caminhar a segunda milha e a não desistir. Amo vc! Agradeço muito a Deus por eu ter escolhido tão bem! (Não ter escolhido bem poderia me garantir um pesadelo na vida real. Anotaram, meninas?)

Nos tempos difíceis, você pode provar o significado da verdadeira amizade e isso não tem preço. Como eu disse, presentes “palpáveis” não faltaram pra gente ao decorrer de 2011. Inclusive ter ido bem no vestibular! O que explica bastante a minha ausência por aqui.

Esse ano, aprendi que mesmo quando Deus não nos dá respostas, Ele continua nos amando. Aliás, a ausência de respostas já é uma expressão de amor. Abri o livro de Jó infinitas vezes e vi seu sofrimento, me identifiquei, falamos juntos em alta voz “Que esperança posso ter, se já não tenho forças? Como posso ter paciência, se não tenho futuro?”. Ouvir suas histórias de sofrimentos sem fim nos rendeu uma bela amizade!
Por tantas vezes caminhei com Jeremias e ouvi suas Lamentações. Junto com ele tentava lembrar daquilo que me dava esperança.  Se Deus escolheu esses homens para estarem no manual supremo da vida, eles têm muito a nos ensinar. Inclusive que nesta vida teremos aflições!

“Você tem mesmo desejo pela minha presença? Até onde você me busca sem respostas?” Essas frases marcaram o meu ano de 2011. Às vezes Deus deixa de nos responder para ver até onde iremos buscá-lo.

Buscar a Deus pelo o que Ele é, mesmo que Ele escolha ficar em silêncio.

Não, eu não tenho uma super resposta miraculosa pra compartilhar. Dizer que Deus me deu um sonho ou um direcionamento. Nada disso aconteceu. Continuo orando, buscando e O amando mais do que nunca. Acho que cavei tanto que cheguei “na rocha”, onde os ventos já não me jogam de um lado pro outro.

Algumas noites – horário que eu faço meu devocional -, eu me desesperava porque não conseguia ouvir a Deus como  antes… Então abria a Bíblia e não sabia o que ler. Nesses meses, aprendi a ler trechos mesmo sem vontade. A cantar com o coração doendo. Aos poucos, percebi que me lembrava muito mais da Bíblia porque passava minutos ou horas racionalmente lendo e não chorando o tempo todo dizendo o quanto amava a Deus. Dá pra compreender a diferença? As duas práticas são necessárias para a nossa caminhada e crescimento.

Alguns finais de semana me batia uma extrema falta de certos amigos, de um papo aberto com pessoas com as mesmas idéias, e até entrar nas redes sociais me entristecia. Nesses meses, aprendi a ter a amizade de Deus. Me abrir até nas situações mais simples e inusitadas, como um “queria tanto chegar na hora, faz o professor se atrasar”. Redescobri Deus como o amigo mais incrível e detalhista que existe. Descobri que Deus usa o silêncio pra nos moldar em uma velocidade bem maior. No silêncio, se debater não adianta de nada. No início a reação é sempre essa, né? “Como o Senhor pode me tratar assim?”, “DEEEEEEEEUS, onde estás?”. Assim como um bebê que não consegue o que quer. Depois vamos nos acostumando com “o som do silêncio” …e esperar se torna algo que no futuro nos fará dizer “valeu a pena”. A espera se torna esperança. No final do ano que vem, quero poder dizer aqui “valeu a pena”. E com Deus, já está valendo… Mesmo sem respostas.

E A PACIÊNCIA A EXPERIÊNCIA, E A EXPERIÊNCIA A ESPERANÇA. ROMANOS 5:4

Feliz 2012!

Dani