Tag Archives: Quem é esse?

Prático Nordeste – CTMDT

29 jul

Aiai, como Deus é bom e podemos provar da Sua fidelidade a cada dia!

Compartilharei com vocês um pouco sobre a viagem que fizemos – eu e mais uma equipe maravilhosa de 42 pessoas – para o Nordeste do Brasil. Fomos direto de Belo Horizonte para Fortaleza, aproximadamente umas 42h de viagem. E não, eu nunca tinha ficado tanto tempo dentro de um ônibus. Entretanto, foram oportunidade únicas de me aproximar de pessoas preciosas, reaproximar de outras, assistir filmes sem muitas pausas, curtir a viagem e logo em seguida enjoar dela. Ah! Foi a primeira vez que tomei banho em um posto de gasolina (já estando em Pernambuco). Que aventura! Digo isso porque não tenho foto do posto pra registrar esse momento especial e tão higiênico da minha vida.

Antes disso…

O Kleberson (meu lindo) estava responsável em delegar as equipes das oficinas desse Prático e eu fiquei líder de uma delas chamada Coração do Artista – uma palestra que durava aproximadamente 1h10. A responsabilidade logo pesou sobre os meus ombros, porque essa disciplina é dada pela nossa querida professora Helena Tannure, e que unção e autoridade aquela mulher tem! Me acompanhando, sempre fiéis, estiveram a Bella (minha melhor amiga) e a Lais (uma amiga preciosa também). Elas ministravam a palestra junto comigo. Olha elas aí!

Que privilégio Deus nos deu de passarmos esse conteúdo sobre inveja, ciúme e orgulho às pessoas. Entre tantas coisas que aprendi durante as ministrações da oficina, uma sempre vem muito forte ao meu coração, que é de que nós não estamos livres dessas coisas que citei. Não é de um dia pro outro que as coisas mudam. Mas é de um outro pro outro que elas começam a mudar! Glória a Deus por isso! Tudo é um processo. Nossa restauração, nosso relacionamento com Deus, enfim, cada detalhe se faz especial pela singularidade do dia em que é vivido.

Queria compartilhar com vocês uma parte do conteúdo da oficina! Aí vai!

Existem 3 princípios importantes a serem lembrados sobre Humildade:

Primeiro: A sua religiosidade pode crescer energicamente enquanto sua humildade é esquecida.

Isso aconteceu comigo. No auge da minha vida ministerial, onde estava evangelizando, ganhando pessoas, discipulando-as, me afastei de Deus. Não, não era aquele tipo de afastamento fora da casa de Deus. Eu permaneci bem ali, mas afastada. A razão era simples: Eu me achegava a Ele só para pedir, pedir e pedir. Nunca mais havia entrado em meu quarto para adorá-lo descompromissadamente. E se há algo para refletirmos é que não importa o quanto seu ministério cresça, Jesus ainda quer ter um relacionamento íntimo com você. Não é porque tratamos da vida de outras pessoas que deixamos de ser tratados!

E melhor do que eu, existe o exemplo dos discípulos. Eles tinham ministérios ativos, largaram tudo por Jesus, mesmo assim, na última ceia, eles disputavam para ver quem era o melhor. Podemos ser ótimos professores, cantores, dançarinos, instrumentistas, missionários e as pessoas podem reconhecer esses dons de Deus em nós mas quando os tempos de testes vem, a característica da humildade é simplesmente rara. Nossa religiosidade pode crescer enquanto a humildade é esquecida.

Segundo: Devemos ter a consciência de quão impotentes são nossos esforços pessoais e ensinamentos externos para vencer o orgulho e se aproximar da humildade.

Durante três anos os discípulos ouviram as palavras de Jesus e ele era bem didático, repetia tudo de tempos em tempos. Contava parábolas, escrevia na areia, chamava criancinhas… Compatilhou o seu segredo com eles, de que o Filho do homem não tinha vindo a Terra para ser servido e sim para servir. Mesmo assim os discípulos caíam nos mesmos posicionamentos. Nem as palavras de Cristo, nem seu esforço pessoal, puderam afastar o orgulho de seus corações. Então o seu esforço pessoal de quebrar o orgulho não vale de nada.

E se os ensinamentos de Jesus não quebraram esse orgulho, que dirá um post feito por Daniele Cappelli! Então… como alcançar a humildade? Como genuinamento morremos pra nós mesmos?

Terceiro: Pelo habitar do Espírito Santo em Sua divina humildade é que nos tornamos humildes.

Quando Jesus morreu e ressuscitou, ele destruiu o poder do mal, afastou o pecado, nos trouxe a graça. Deixou conosco o Consolador. O trabalho de persuasão de Jesus, o despertar do desejo foram aperfeiçoados na vinda do Pentecostes. Quando o Espírito Santo veio sobre os discípulos, eles viveram uma mudança radical de vida. Então, o Espírito Santo, aliado ao nosso desejo e quebrantamento genuínos, transforma o nosso coração, nos achegando mais perto de Jesus, quando percebemos que nada somos.

Esse foi só um pedacinho da oficina! Espero que tenha abençoado vocês! Indico dois livros também, que são: “Coração do Artista” de Rory Noland e “Humildade, a beleza da santidade” de Andrew Murray. Deus nos agraciou tanto durante esse tempo que pudemos ministrar para 198 pessoas essa oficina! O dobro de pessoas da nossa sala de aula! Deus é demais!

Passamos por Fortaleza, Natal, João Pessoa, Recife, Maceió, Aracaju e Salvador! O ritmo foi muito intenso porque chegávamos em uma cidade, apresentávamos o musical, ministrávamos as oficinas e logo íamos embora para outra cidade. Os irmãos que nos receberam fizeram isso com muito carinho e pra sempre me lembrarei do cuidado especial que foi demonstrado em cada cidade.

No Musical entitulado “Quem é esse?” (Vocês podem conferir melhor no site do musical – http://musicalquemeesse.wordpress.com) eu tinha um solo! Da música de forró, acredita? Eita Deus que quebra paradigmas, hahahah.

Música "Dia de Milagres", interpretada por Daniele e Gerlúcia

Música "Alegria" apresentada em Fortaleza - CE.

Vídeo que a Diana, da igreja que fomos em Recife fez pra nós sobre o Prático e Musical “Quem é esse?”.

Tivemos alguns momentos de descanso, uns mimos do Pai pra nós! Sabe aqueles passeios que você pensa que só milionário faz? Missionário também faz! Hahaha!

Dunas em Natal - RN

Enfim, por tudo só tenho a agradecer ao Senhor! Por tudo que Ele tem feito e ainda vai fazer! Agradecer também às pessoas que fizeram este sonho da viagem possível! Em especial à tia Cláudia, que me presenteou com o valor do Prático – Amo você, tia! – e a todos que se dispuseram a me ajudar financeiramente, espiritualmente e etc. O meu muito obrigado vai pra vocês!

Agora faltam 4 meses para o fim do CTM e para uma vida completamente nova! Orem por mim que oro por vocês! E… se Deus fez por mim, pode fazer por você! Creia nisso!

No amor do Papai,

Dani.

Anúncios